Projetos / Residencial / Casa M30, 2015-2019

 

Em lote de condomínio fechado, a Casa M30 busca uma relação harmônica com o terreno: a implantação do volume térreo com dimensões singulares que integram interno e externo de forma única.
Foram dois os aspectos que guiaram as soluções de implantação do projeto: o caminho do sol e os edifícios residenciais vizinhos.
O sol em Ribeirão Preto deve ser tratado com demasiado cuidado na concepção de um projeto arquitetônico. Fachadas voltadas a Norte e Oeste devem ser protegidas, de maneira a evitar a incidência direta nos ambientes internos, o que poderia tornar a casa extremamente quente. Pensando nisso, como parte dos diversos estudos que levaram à concepção final, a tipologia em formato de “U”, com área de lazer interna, mostrou-se a melhor solução, garantindo que os ambientes fossem sombreados nos horários de maior incidência solar. Além disso, a organização dos cômodos, separando claramente ambientes íntimos, sociais e de serviço garantem a funcionalidade.
Posterior ao lote, duas torres residenciais vizinhas tiveram papel fundamental no posicionamento das aberturas e eixos de circulação. Como forma de garantir a privacidade de seus moradores, a casa integra-se visualmente aos ambientes sociais, ao mesmo tempo em que resguarda visuais da área de lazer em relação ao entorno, garantindo a privacidade.
Um corredor de serviços, posicionado como anteparo ao sol na fachada frontal, libera os três recúos internos da residência para áreas ajardinadas, liberando todas as vistas internas ao paisagismo. A atmosfera criada é perfeita, situação que leva o morador a desfrutar plenamente de todas as vantagens de se viver em uma casa térrea e espaçosa.
O living é a alma da casa, com amplo espaço e grandes planos de vidro, integrado com sala de jantar e ampla cozinha, que pode ser aberta e fechada garantindo flexibilidade no dia a dia dos moradores.
Em contraste com os extensos ambientes de living e varanda gourmet, a residência conta com quatro suítes exclusivas, com três tipologias distintas: uma master (dormitório, closet e banheiro), uma plus (dormitório plus size e banheiro) e duas standards (dormitório e banheiro).
Buscando a integração entre interno e externo, o corredor de circulação entre as suítes ganhou um jardim linear, contido entre planos de vidro e cobogós (elementos vazados), criando uma atmosfera de luz e natureza para o corredor, apoiado por um extenso roupeiro. Os cobogós, elementos criados na arquitetura brasileira, inspirados pelos muxarabis da arquitetura árabe, são ideais para nosso clima, uma vez que são a união perfeita entre permeabilidade e visual: ao mesmo tempo em que garantem a ventilação natural, servem também de anteparo, garantindo o controle visual do morador (quem está dentro, enxerga fora, mas quem está fora, não vê dentro). Essa mesma relação entre jardim, ambiente interno e elementos vazados, foi utilizada na transição entre a ampla garagem e a entrada da residência.
O contraste entre as texturas dos materiais, linhas retas, paisagismo e cores sobrias, valorizam a espacialidade, criam uma arquitetura perfeita para o terreno a que se destina, resultando em uma casa única em sua proposta.

Ficha Técnica

Residencial
Ribeirão Preto - SP

PROJETO
2015-2019
ETAPA
Em construção

ARQUITETURA E PAISAGISMO
Fernando Gobbo e Larissa França

Colaborador: Gabriela Secaf

ESTRUTURA
Marco Antonio Pinheiro

HIDRÁULICA E ELÉTRICA
A. L. Engenharia

SONDAGEM
Vante Engenharia

ÁREA DO TERRENO
1067,50 m²

ÁREA CONSTRUÍDA
496,42 m²